Paróquia da Moita: Tempo de reflexão em Vila Viçosa

20171120_Paroquia_Moita_01

No passado dia 19 de novembro, cerca de duzentas pessoas da Paróquia da Moita deslocaram-se a Vila Viçosa para um tempo de reflexão sobre o programa pastoral da diocese de Setúbal e o modo como vivê-lo em contexto de melhor conhecimento entre todos (ou os que tal quiseram) os paroquianos e para um maior compromisso pessoal, familiar e paroquial.

A parte da manhã foi vivida no seminário menor daquela diocese de Évora e, na parte da tarde, foi celebrada a eucaristia dominical no santuário de Nossa Senhora da Conceição.

A reflexão efetuada teve por base um pequeno inquérito feito aos participantes nas missas, realizado nos dias 4 e 5 deste mês, secundado na apresentação de quatro linhas essenciais para que possa haver uma paróquia dinâmica.

O inquérito andou em volta dos principais aspetos positivos e negativos que cada um vê na paróquia, concatenados em seis dimensões: liturgia/eucaristia, catequese/escuteiros/formação, grupos e movimentos, qualidades das pessoas, atitudes da paróquia e o padre/pároco… todos eles tanto nos aspetos positivos como nas referências negativas.

As quatro características analisadas como essenciais para que possa haver uma paróquia minimamente dinâmica abrangeram as seguintes questões: liderança, crescimento, liturgia e evangelização.

De referir que o texto do evangelho dominical – a parábola dos talentos (Mt 25,14-30) – era o mais adequado às pretensões deste encontro da paróquia da Moita, pois se pretendia refletir sobre os dons recebidos de Deus e a forma de os colocar ao serviço dos outros… em Igreja.

Pe. António Sílvio Couto, pároco da Moita

Partilhe nas redes sociais!
20 de Novembro de 2017