“Com Arte e com Alma” na igreja matriz da Costa de Caparica

20171123_ArteAlma_Caparica

A igreja matriz da Costa de Caparica (igreja velha) receberá, no dia 5 de dezembro, a próxima conferência/conversa do ciclo “Com Arte e com Alma. Serões com o nosso Património” (2ª edição), sessão que será dedicada à história deste templo religioso e à análise de algum do seu património artístico.

Num primeiro momento, Rui Manuel Mesquita Mendes, historiador e investigador do Centro de Arqueologia de Almada, abordará a evolução histórica da comunidade da Costa de Caparica bem como da sua igreja, apresentando uma comunicação intitulada “A Igreja Matriz da Costa de Caparica: 240 anos de história”.

Seguir-se-á a comunicação “As formas do sagrado nas pinturas do século XVIII da igreja matriz da Costa de Caparica”, proferida pelo Pe. Casimiro Henriques, mestre em História da Arte e Diretor da Comissão Diocesana de Arte Sacra de Setúbal. Nesta conferência será efetuada uma abordagem em torno da iconografia presente num conjunto de quatro pinturas setecentistas presente, atualmente, na igreja matriz da Costa de Caparica, efetuando-se ainda uma análise que remeterá sobretudo para as dimensões teológicas e religiosas das referidas pinturas.

A iniciativa, de entrada livre, será realizada a 5 de dezembro de 2017, pelas 21h15, na igreja matriz da Costa de Caparica (igreja velha).

O projeto “Com Arte e com Alma”

Entre novembro de 2017 e maio de 2018, serão realizadas sete conferências/conversas informais em sete igrejas da Diocese de Setúbal (integrando as sete vigararias da Diocese).

Em cada sessão abordar-se-á uma determinada e importante obra de arte presente na igreja que acolherá a conferência (uma pintura, uma escultura, uma alfaia ou paramento litúrgico, um retábulo, a arquitetura da igreja, etc.), bem como serão discutidos aspetos relacionados com o historial do respetivo edifício. Reunindo os contributos de diversos investigadores, pretende-se que, num ambiente informal e pedagógico, as comunidades paroquiais e todos e quaisquer interessados possam melhor conhecer e valorizar determinados bens culturais de valor excecional presentes no território diocesano. Todas as sessões, de entrada livre, terão início às 21h15.

Mais informações:

Comissão Diocesana de Arte Sacra

Partilhe nas redes sociais!
23 de Novembro de 2017