Juventude: Participação nas Jornadas Nacionais confirma caminho de “processo e reflexão”

20180111-Jornadas-Pastoral-Juvenil-01

A Pastoral da Juventude de Setúbal participou nas Jornadas Nacionais de Pastoral Juvenil. Em nota avançada no website daquele secretariado diocesano, o diretor, Padre João Nabais Dias descreve a importância da participação de parte da equipa naquela formação e adianta que, em janeiro, vão ter lugar, na Diocese, diversos encontros para os responsáveis e dinamizadores de Pastoral Juvenil.

Leia, em seguida, toda a informação.

A importância do Acompanhamento

No passado sábado, dia 06 de janeiro, realizaram-se em Fátima as VI Jornadas Nacionais da Pastoral da Juventude, organizadas pelo Departamento Nacional da Pastoral Juvenil. O conferencista convidado foi o Padre Salesiano, Santi DomÍnguez Fernández, coordenador nacional dos Centros Juvenis Salesianos em Espanha. O tema proposto foi «Pastoral Juvenil e a Família».

O conferencista dedicou um primeiro tempo aos temas do Documento Preparatório para o Sínodo dos Bispos sobre a juventude, «Os jovens, a fé e o discernimento vocacional», salientando a importância do acompanhamento, que é crucial na vida e no crescimento espiritual dos jovens.

Neste âmbito, destacou a necessidade de ter gente preparada e disponível para que possa acolher e ir ao encontro dos jovens, não como um profissional de “coaching”, mas com o sentido de vivência, missão e serviço à Boa Nova que revoluciona a vida daqueles que por ela se deixam interpelar. Foi, ainda, partilhando que a família ocupa um lugar importante na vida dos jovens e por isso é necessário olhar para a família, não como objeto da pastoral, mas sim como sujeito nesta.

Apostar numa pastoral de processos, ao invés de uma pastoral de eventos

Sublinhou também a importância apostar numa pastoral de processos, ao invés de uma pastoral de eventos, que crie uma ação pastoral sustentada e crie sinergias quer entre a Juventude e a Família, quer com os outros ramos pastorais. Após os momentos das conferências, os grupos dos participantes foram convidados à partilha entre si e apresentação, em plenário, dessas conclusões.

As Jornadas Nacionais contaram, ainda, com a presença de D. Joaquim Mendes, presidente da Comissão Episcopal do Laicado e Família (CELF), que lançou, no fim do dia, diversos desafios aos secretariados e movimentos presentes. Estas jornadas foram antecedidas pelo Conselho Nacional da Pastoral Juvenil, coordenado pela primeira vez pelo novo diretor do Departamento Nacional, Padre Filipe Diniz e sua equipa.

Promover a reflexão sobre os temas sinodais é objetivo do Secretariado da Pastoral da Juventude

Para o Secretariado Diocesano da Pastoral da Juventude da nossa diocese, este encontro foi um enriquecimento, quer na formação e partilha de ideias dos que se fizeram presentes, quer como contributo para o trabalho já iniciado no ano pastoral passado e do trabalho contínuo a realizar este ano.

Ajudou-nos a sentir-nos confirmados naquilo que foram os resultados dos inquéritos realizados no ano passado e aquilo que foram as conclusões destas jornadas, apontando o rumo que o secretariado pretende viver neste tempo sinodal na Diocese de Setúbal.

Já neste mês de janeiro serão realizados cinco encontros, para os quais foram convocados todos os agentes responsáveis de pastoral juvenil, quer ao nível diocesano, quer ao nível local (nas vigararias e nas paróquias) para promover a reflexão sobre os temas sinodais. Em todos os encontros haverá um formador convidado.

Pe. João Nabais Dias, diretor da Pastoral da Juventude de Setúbal

Partilhe nas redes sociais!
11 de Janeiro de 2018