comprehensive-camels

10 mil jovens em Riga

15826200_753373581476291_5353189334363924089_n

O encontro internacional de Natal e Ano Novo da Comunidade Ecuménica de Taizé, em Riga, na Letónia, começou com apelos a uma “mundialização da fraternidade”, que permita resolver os conflitos atuais.

Na sua primeira mensagem aos participantes, cerca de 10 mil jovens vindos de todos os continentes, o irmão Alois, prior da Comunidade de Taizé, salientou que “perante a instabilidade do muindo de hoje” é urgente uma “grande fraternidade que ultrapasse fronteiras”

Um contexto novo, que torne evidente a “interdependência” que deve marcar a convivência das nações, condição essencial para a paz.

Em Riga estão jovens vindos de Portugal, de outros países da Europa e de outros continentes, com destaque para a Rússia, a Polónia e a Ucrânia, a Coreia do Sul e Hong Kong.

Esta é a primeira vez que o encontro internacional de Taizé decorre num país da antiga União Soviética, e o irmão Alois salientou o significado de o evento decorrer num território que tem muito a dizer, em termos da busca da justiça e da paz. “No passado, souberam sofrer e souberam amar. Os mais idosos de entre vós podem disso dar testemunho. A vossa história, frequentemente dolorosa, prepara-vos para serem uma terra de reconciliação, uma ponte entre diferentes partes da Europa. Apoiamos a coragem com a qual respondem a esta vocação”, frisou aquele responsável.

Subordinado ao tema “Juntos, abrir caminhos de esperança”, o encontro internacional de Taizé pretende prosseguir com o objetivo de “escutar jovens de diversas regiões do mundo e apoiá-los” no sentido de contribuírem para o “futuro dos seus países”.

Um desígnio que a Comunidade reforçou num outro encontro recente no Benim, no mês de setembro, que mostrou “a vitalidade dos jovens daquele continente, a sua capacidade de perseverar na confiança, mesmo quando o horizonte escurece”. Esta quinta-feira, o prior de Taizé vai partilhar com os jovens em Riga a primeira de quatro propostas que preparou para este encontro e que quer desenvolver ao longo de 2017 – “Permanecer firmes na esperança, ela é criativa”.

O próximo encontro europeu da Comunidade Ecuménica de Taizé vai ter lugar em dezembro de 2017, na cidade de Basileia, na Suiça.

JCP, in Agência Ecclesia

Partilhe nas redes sociais!
02 de Janeiro de 2017