Lavradio: Tomada de posse do Padre João Paulo Duarte

20180908-Tomada-Posse-Lavradio-Pe-Joao-Paulo-08

No passado sábado, dia 08 de setembro, a Paróquia do Lavradio recebeu um novo pároco: o Padre João Paulo Duarte. Ordenado presbítero a 17 de junho, esta é a primeira Paróquia confiada ao mais novo sacerdote da Diocese de Setúbal, que acumulará esta missão com a de Vigário Paroquial de Santa Cruz (Barreiro). A acompanhar o novo presbítero no pastoreio do Lavradio, enquanto vigário paroquial, estará o Padre Luís Martins, pároco de Santa Cruz.

[Veja, no fim da página, após o texto, todas as fotografias da tomada de posse em Sarilhos Grandes e no Montijo.]

“Uma rede de comunidades ligadas pelo Espírito de Deus”

Na homilia da celebração, o Bispo diocesano, D. José Ornelas, alertou que a comunidade cristã é pertença de Deus e que, através do Padre João Paulo e do Padre Luís, é Cristo que vai ao encontro da comunidade.

“Hoje, o Bispo vem trazer dois presentes de Deus a esta comunidade – afirmou o Prelado –  nestes sacerdotes, Deus vem ao nosso encontro e, por isso, os Padres que hoje vos são confiados devem ser tratados como irmãos que também precisam de ser cuidados. O pároco é o coordenador da vida em comunidade, mas ele também precisa dos irmãos, na comunidade, que o ajudem nos mais diferentes serviços. Peço-vos que colaborem na construção da comunidade”.

D. José Ornelas sublinhou, ainda, a importância de um trabalho pastoral conjunto entre dois sacerdotes: “Este trabalho conjunto de dois sacerdotes, em duas paróquias, faz parte do ser igreja e vai ser, cada vez mais, uma realidade na nossa Diocese. É o sinal visível de uma Igreja em comunhão, capaz de dar as mãos, com uma rede de comunidades ligadas pelo espírito de Deus”.

Os decretos de nomeação do novo pároco e do novo vigário paroquial do Lavradio foram lidos, no início da celebração eucarística, pelo Chanceler da Diocese, Padre Horácio Noronha.

Depois de professar a fé, de ler e assinar o juramento de fidelidade, o novo pároco recebeu, das mãos do Bispo diocesano, as chaves da nova Igreja que, naquele momento lhe foi confiada.

Filhos da Caridade despedem-se do Lavradio, 48 anos depois da chegada

A tomada de posse do Padre João Paulo Duarte na Paróquia do Lavradio assinalou, ainda, o fim da missão da congregação dos Filhos da Caridade, 48 anos após a sua chegada àquela comunidade. Na ocasião, o Padre Constantino Alves, pároco de Nossa Senhora da Conceição, divulgou uma mensagem enviada pelo Superior Geral dos Filhos da Caridade, Padre Emmanuel Say Kouame.

Agradecendo à comunidade pelo acolhimento em 1970, o Padre Constantino Alves lembrou os sacerdotes Filhos da Caridade que ao longo de quase 50 anos ali serviram e afirmou que a presença e dinamismo criado foi dom de Deus e obra de todos.

“No percurso destas dezenas de anos a comunidade cresceu, viveram-se momentos de forte intensidade cristã e apostólica, uma missão pastoral com paixão e entrega, ocasiões de inovação e intervenção pastoral e profética, ousada e criativa, através de ministérios pastorais diferentes e complementares – párocos, padres operários, Assistentes de Movimentos laicais, entre eles, além de outros, a JOC, o MAAC e a LOC/MTC – envolvendo-nos em movimentos sociais e dos trabalhadores. Construiu-se uma primeira Igreja, mais tarde uma outra, criou-se um local ‘multiusos’ nos Fidalguinhos, ponto de encontro da comunidade cristã desse bairro, e tudo isso foi dom de Deus e obra de todos”, referiu o Padre Constantino.

[Leia, depois das fotografias, a totalidade da mensagem proferida pelo Padre Constantino Alves]

Na celebração, entre alguns sacerdotes e amigos e familiares do Padre João Paulo Duarte, esteve também a Presidente da União das Freguesias de Barreiro e Lavradio, Gabriela Guerreiro.

Ao terminar a Eucaristia, o Padre Valdemar Baptista, que deixa o pastoreio do Lavradio, deixou uma nota de gratidão à comunidade. Já o novo pároco, Padre João Paulo Duarte, agradeceu, a todos, o acolhimento recebido e pediu para que cada um dos membros da comunidade esteja disponível para servir a Deus, pedindo, ainda, para que rezassem por ele.

Anabela Sousa


Mensagem dos Filhos da Caridade à comunidade cristã do Lavradio

“Por delegação do Superior Geral do Instituto Religioso Filhos da Caridade, vou ler uma mensagem neste dia em que cessaremos a responsabilidade pastoral da Paróquia do Lavradio.

O Superior Geral do Instituto Religioso dos Filhos da Caridade, Padre Emannuel  Say Kouame, quer, neste dia em que o Padre Valdemar (e com ele este Instituto) deixam de assumir a responsabilidade pastoral da Paróquia do Lavradio, 48 anos depois do  início da sua presença aqui, iniciada em 1970, saudar todos os participantes nesta celebração da Eucaristia, agradecendo à igreja diocesana de Setúbal  que nos acolheu, no início, na pessoa do Vigário Episcopal, D. João Alves e dos seus Bispos, D. Manuel Martins, D. Gilberto dos Reis e D. José Ornelas.

Há, sem dúvida, uma gratidão imensa a Deus e aos cristãos desta Paróquia que nos fizeram viver uma história de vida de pastores e apóstolos. É momento para relembrar os sacerdotes Filhos da Caridade que ao longo destes quase 50 anos serviram esta comunidade: no seu início chegaram os Filhos da Caridade Joseph Poiron, Rodrigo, Albino, Manuel Crespo e posteriormente o Luís, o Constantino, o Valdemar, José Mahon, o José Manuel e o Zeferino.

O Instituto Religioso Filhos da Caridade foi fundado em França, em 1918 pelo Padre Anizan (estamos a comemorar o centenário da sua fundação) para responder às realidades e desafios criados pela industrialização e pela miséria e exploração que recaía sobre os operários e pelo seu afastamento da Igreja e a Igreja deles.  Escreveu um dia: “Esse operário que exclamava: “Estamos abandonados”. Tinha razão.”

No coração do Padre Anizan havia esta certeza: “Quando vejo um trabalhador sinto que ele é amado por Deus”, e, por isso, afirmava: “São precisos homens que amem essas multidões, que compreendam o seu sofrimento e abandono espiritual, que vão ter com elas, que se entreguem de tal maneira aos operários que eles possam dizer: ‘Estes são os nossos homens, são nossos… Nunca nos repelem, interessam-se por aquilo que nos interessa, temos um pastor e um pai’.”

Foi no coração de Jesus, o Bom Pastor – “tenho compaixão deste povo porque são como ovelhas sem pastor” – que o Padre Anizan encontrou a inspiração e fonte da espiritualidade e missão dos Filhos da Caridade.

A comunidade cristã do Lavradio era um pequeno fermento em 1970 que se reunia e celebrava a Eucaristia na escola primária.

No percurso destas dezenas de anos a comunidade cresceu, viveram-se momentos de forte intensidade cristã e apostólica, uma missão pastoral com paixão e entrega, ocasiões de inovação e intervenção pastoral e profética, ousada e criativa, através de ministérios pastorais diferentes e complementares – párocos, padres operários, Assistentes de Movimentos laicais, entre eles, além de outros, a JOC, o MAAC e a LOC/MTC – envolvendo-nos em movimentos sociais e dos trabalhadores.

Construiu-se uma primeira Igreja, mais tarde uma outra, criou-se um local ‘multiusos’ nos Fidalguinhos, ponto de encontro da comunidade cristã desse bairro, e tudo isso foi dom de Deus e obra de todos.

O Padre Valdemar cessa hoje e, com ele, o nosso Instituto, a sua missão e responsabilidade pastoral nesta Paróquia. Irá assumir uma nova missão como Vigário paroquial, cooperando comigo na paróquia de Nª Srª da Conceição, em Setúbal, conforme acordo entre o nosso Superior Geral e o Sr. Bispo, D. José Ornelas, na mesma opção pelo seguimento de Jesus e no seio dos pobres e trabalhadores.

Na verdade, o mundo do trabalho e o mundo operário continuam a ser uma realidade marcante na vida de cada pessoa e do país. É que apesar das transformações, reconfigurações e mutações e de muitos direitos adquiridos e conquistados, persistem, por vezes, sob novas formas, problemas que ferem a dignidade dos trabalhadores: exploração, humilhações, baixos salários, desigualdades sociais, precariedade e trabalho sem direitos nem regulação, injustiças, pobreza e exclusão social.

Continuar a ouvir, com coração e atitude solidária, as suas realidades, clamores, riquezas e organizações e realizações dos trabalhadores, dar-lhes a conhecer o tesouro e a alegria de Jesus Cristo e do Evangelho, incorporando as suas realidades, linguagem, cultura, e, respeitando e valorizando os seus símbolos e acontecimentos celebrativos, continuam como desafios para missão dos Filhos da Caridade e de toda a Igreja. 

Ao Padres João Paulo e ao Padre Luís Martins desejamos muitas felicidades, eles que hoje assumem a responsabilidade pastoral desta paróquia.

Um bem-haja final, uma memória agradecida, à comunidade cristã do lavradio pela maneira como nos acolheu, estimou, compreendeu e nos deu a possibilidade de convosco vivermos a alegria da Fé.

OBRIGADO.

Padre Constantino Alves

Partilhe nas redes sociais!
11 de Setembro de 2018