Escola Bíblica da Paróquia da Baixa da Banheira prepara para a missão do anúncio

20180315-Baixa-Banheira-Semana-Biblica

A Paróquia de São José Operário, na Baixa da Banheira, dinamiza uma Escola Bíblica há cerca de 10 anos para quem quer aprofundar os conhecimentos da Sagrada Escritura. «A Missão no Livro dos Atos dos Apóstolos» é o tema do novo ano pastoral 2018/2019 e os encontros semanais, todas as segundas-feiras, começam já dia 8 de outubro, às 21h00, numa sala da igreja.

“Vamos estudar os Atos dos Apóstolos porque falam da missão, de pregar a Palavra de Deus, o Evangelho. Apresentam na primeira parte São Pedro como o grande missionário pregador do Evangelho e depois São Paulo é o grande missionário que fez três grandes viagens pelo Império Romano”, explica frei Pedro Ferreira.

O frade Capuchinho assinala que a Escola Bíblica é “voltada para a pessoa, para alimentar a vida espiritual”, e em geral quem frequenta a formação são pessoas que já “estão comprometidas” na Paróquia da Baixa da Banheira – catequistas, membros do Grupo Nova Esperança, jovens.

“É muito importante ir entendendo devagarinho a Palavra de Deus para a missão, para o apostolado”, acrescenta, lembrando que este ano as dioceses portuguesas estão a viver um Ano Missionário especial, convocado pela Conferência Episcopal Portuguesa (outubro 2018-outubro 2019).

O responsável pela formação na Escola Bíblica realça a necessidade de envolver os agentes da pastoral, e todos os fiéis, da “missão que é a pregação da Palavra de Deus”. Neste contexto, destaca a importância das famílias e, “de modo especial”, os jovens, em sintonia com o Sínodo dos Bispos dedicado à juventude, que está a decorrer no Vaticano, e que vai dar “orientações na dinamização dos jovens”, afinal nem sempre é fácil “explicar a Bíblia na sua linguagem”.

A Escola Bíblica da Paróquia da Baixa da Banheira funciona há cerca de 10 anos e frei Pedro Ferreira adianta que,” geralmente, aparece um bom grupo”, e se com o tempo mais frio essa assiduidade “diminui um pouco, conserva-se um bom grupo com mais de 20 pessoas”.

A partir da próxima segunda-feira, dia 8 de outubro, às 21h00, numa das salas da igreja paroquial, o sacerdote vai começar a explicar “alguns conceitos bíblicos”, o significado, “às vezes, de cada palavra” e a sua origem, mostra vários paralelos na Bíblia e dinamiza também a reflexão, a partilha e a oração, “ao estilo Lectio Divina” (leitura orante da Sagrada Escritura).

O frade Franciscano Capuchinho refere que cada estudante da Sagrada Escritura procura respostas concretas, a várias perguntas, sobre a leitura escutada: “O que diz o texto, o que me diz e há uma partilha, o que me faz dizer a Deus, faz-se oração espontânea e o que é que o texto me leva a fazer na Bíblia”.

Segundo frei Pedro Ferreira é necessário “ter uma atitude contemplativa” para, “vendo a realidade com os olhos de Deus”, cada pessoa agir.

“Não é só escutar a Bíblia, temos de pô-la em prática, vivê-la na vida. A Bíblia tem de ser escutada, meditada, mastiga-la bem como alimento para depois vivê-la na vida”, afirma. Reconhecendo que “não é fácil”, assinala que todos têm “limitações” e, às vezes, a Bíblia “é difícil de interpretar”.

No seu site, os Franciscanos Capuchinhos informam que a Difusora Bíblica editou pela primeira vez a Bíblia Sagrada em janeiro de 1964, um ano antes do encerramento do concílio Vaticano II; Anualmente, há mais de 40 edições, promovem uma Semana Bíblica nacional, em Fátima.

Paróquia de São José Operário, Baixa da Banheira

Partilhe nas redes sociais!
06 de Outubro de 2018