comprehensive-camels

7 Maravilhas da Cultura Popular: Festas em Honra de Nossa Senhora da Atalaia

20200717-festa-atalaia (2)

O Santuário de Nossa Senhora da Atalaia foi durante séculos um dos principais locais de peregrinação do sul do país, muito em particular devido aos círios que acorrem à Atalaia. A principal romaria, com maior concentração de círios, realizava-se no final de agosto, na chamada “Festa Grande”. É precisamente esta celebração que está a concurso na iniciativa “7 Maravilhas da Cultura Popular”, na categoria “Procissões e Romarias”.

A devoção à Senhora da Atalaia recua a tempos imemoriais mas popularizou-se em 1507 (século XVI) quando a Confraria de Oficiais da Alfândega de Lisboa realizou uma primeira peregrinação com o objetivo de pedir a proteção da Senhora contra a peste, que na época dizimava a capital.

Os círios são confrarias populares que todos os anos se deslocam ao santuário mariano para cumprir uma promessa por determinada povoação, localidade ou comunidade, transportando consigo a imagem da Senhora da Atalaia e bandeiras que identificam a proveniência.

Existiam dezenas de círios, cerca de trinta, de tal modo que foi necessário determinar datas para as visitas de cada círio, vindos de toda a região sul do país e Extremadura. A festa que congregava maior número de círios, realizava-se, e ainda hoje se realiza, no último domingo de agosto, conhecida como “Festa Grande”.

Atualmente, são cinco os círios que continuam a venerar a Nossa Senhora da Atalaia: Quinta do Anjo, Carregueira, Olhos d’Água (concelho de Palmela), Azóia (Sesimbra) e o Círio Novo da Jardia (Montijo). Uns chegam à quinta-feira e outros à sexta, altura em que cada círio dá três voltas ao Cruzeiro-Mor, subindo a escadaria até ao santuário, acompanhados pela imagem de Nossa Senhora da Atalaia com desfile das bandeiras que os identificam.

No ponto alto da festa, Domingo, todos os círios participam na procissão coletiva. Chegada a noite procede-se à Arrematação das Bandeiras que simboliza promessas a cumprir, seguida dos vários bailes nas sedes dos círios e outros eventos.

Festividade de raízes profundas e de tradições seculares, todos os anos, os diversos círios e as centenas de romeiros regressam para prestar devoção a Nossa Senhora da Atalaia, que permanece incólume às mudanças dos tempos, mesmo que o número de círios seja muito mais reduzido. Homens e mulheres, todos os anos, percorrem os caminhos que levam ao espaço sagrado para honrar a sua devoção.

A Festa está a concurso na iniciativa “7 Maravilhas da Cultura Popular”, sendo um dos 7 finalistas regionais. A eliminatória regional decorre a 10 de agosto, com transmissão em direto na RTP 1, a partir do Montijo.

Saiba mais em 7.maravilhas.pt

Vote no Património da nossa Diocese:

  • Festa em Honra de Nossa Senhora da Atalaia
  • Ligue: 760 207 815 (custo da chamada: 0,60€ + IVA)

Fotos: O Setubalense e Município do Montijo

Manifestações de devoção popular da Diocese de Setúbal encontram-se entre os finalistas regionais das 7 Maravilhas da Cultura Popular

Partilhe nas redes sociais!
17 de Julho de 2020