comprehensive-camels

CEP: Bispos condenam «veementemente a guerra na Ucrânia» e desejam o «rápido restabelecimento da paz»

RUSSIA UKRAINE CONFLICT

O Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) condenou “veementemente a guerra na Ucrânia”, deseja o “rápido restabelecimento da paz”,  convida “todos os cristãos” a rezar pelo fim da guerra e pede  todo o apoio às famílias ucranianas”.

“O Conselho condena veementemente a guerra na Ucrânia e deseja o rápido restabelecimento da paz nesta região, convidando todos os cristãos a continuar a rezar por esta intenção. Apela a que se dê todo o apoio às famílias ucranianas em Portugal no acolhimento dos seus familiares e pede às famílias cristãs para acolher e apoiar os refugiados provenientes da Ucrânia”, afirma o Conselho Permanente da CEP em comunicado enviado esta terça-feira à Agência Ecclesia.

Este organismo do episcopado português “insiste ainda na união, solidariedade e partilha efetiva para com o povo ucraniano através das Cáritas e de outras instituições da Igreja, em articulação com organismos como a Plataforma de Apoio aos Refugiados”.

Em sintonia com o Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE), que promoveu a iniciativa “A Igreja em oração pela paz na Ucrânia e pelas vítimas da Covid” ao longo da Quaresma, o Conselho Permanente da CEP convida a Igreja Católica em Portugal a participar neste “rede de oração”, nomeadamente a 29 de março, dia em que Portugal é responsável pela oração do dia.

“Pede-se a todas as comunidades cristãs que tenham esta intenção nas suas orações durante a Quaresma, particularmente nesse dia”, acrescenta o comunicado.

Proposta de preces para a Oração dos Fiéis da celebração eucarística:

–   Pelo povo ucraniano, perseguido na sua terra e disperso pelo mundo,
     para que o Senhor atenda as nossas preces
     e os esforços das pessoas de boa vontade
     e lhe conceda a paz e o regresso a suas casas, oremos.

–   Pelas vítimas da Covid e dos tempos de pandemia,
     para que o Senhor atenda as nossas aflições e angústias,
     conceda o eterno descanso aos que morreram,
     conforto aos que choram, cura aos doentes, paz aos moribundos,
     força aos que trabalham na saúde, sabedoria aos nossos governantes
     e coragem para vencermos esta provação, oremos.

 

Na reunião que decorreu na noite desta segunda-feira, em Fátima, no início do retiro da Quaresma dos bispos de Portugal, o Conselho Permanente, “congratulou-se com o bom andamento da JMJ Lisboa 2023, atualmente na fase de peregrinação dos Símbolos pelas Dioceses, e especialmente com a mensagem que o Santo Padre dirigiu hoje aos jovens” divulgada também esta segunda-feira.

“O Conselho aprovou a agenda da próxima Assembleia Plenária da CEP (Fátima, 25-28 de abril de 2022), a qual será divulgada uma semana antes do início dos trabalhos, e a alteração dos Estatutos da Obra Católica Portuguesa de Migrações”, acrescenta o comunicado.

Durante esta semana, os bispos de Portugal participam no “Retiro do Episcopado”, que é orientado pelo cardeal Ricardo Blásquez Pérez, arcebispo de Valladolid.

©Agência Ecclesia

Foto: Lusa/EPA/STANISLAV KOZLIUK

Partilhe nas redes sociais!
08 de Março de 2022