comprehensive-camels

Ordenação/Ucrânia: Seminarista Nazar Kruk ordenado diácono em Setúbal

20240121-ordenacao-nazar-kruk (24)

Nazar Kruk, seminarista da Eparquia (Diocese) de Sokal-Zhovkva, Ucrânia, a estudar desde 2018 no Seminário Maior de São Paulo de Almada, recebeu o primeiro grau do Sacramento da Ordem (diaconado) este domingo, 21 de janeiro, na Igreja de São Sebastião, em Setúbal.

Foi a primeira ordenação diaconal em rito bizantino realizada em Portugal, porque o ordenado pertence à Igreja Greco Católica da Ucrânia, com presença pastoral na Diocese, em Setúbal e no Montijo. A Igreja vive em plena comunhão com o Papa e a Santa Sé Apostólica.

A celebração realizou-se em Setúbal a pedido do Bispo Stepan Sus, chefe do Departamento de Pastoral-Migração da Igreja Greco-Católica da Ucrânia, com a bênção do Eparca (Bispo) de Sokal-Zhovkva, D. Mykhaylo Koltun, e do Bispo de Setúbal, Cardeal D. Américo Aguiar.

Foi presidida por D. Petro Loza, Bispo Auxiliar da Eparquia de Sokal-Zhovkva, com a participação de numerosos padres e diáconos, da Ucrânia e do clero da Diocese de Setúbal.

“Segundo o nosso rito, estes domingos preparam-nos para a Grande Quaresma” explicou o prelado, em ucraniano, durante a homilia. No Evangelho proclamado, escuta-se “a oração de duas pessoas no templo, a quem ninguém ouve: o publicano que se arrependeu dos seus atos e o fariseu que veio ao templo para se proclamar santo”.

“Podemos dizer o mesmo sobre as muitas situações da nossa vida em que vamos ao templo para nos voltarmos ao Salvador”, acrescenta. “Rezamos na Igreja, porque aqui há uma presença especial de Jesus Cristo sob as espécies do pão e do vinho na Sagrada Eucaristia. É aqui que nós criamos a unidade da nossa Igreja Católica. Cada pessoa é diferente e única e cada uma tem a sua tarefa e missão”.

 

«Vemos a diversidade da nossa Igreja Católica»

Na homilia, o bispo enfatizou o momento histórico, porque pela primeira vez em terras portuguesas ocorre uma ordenação no rito bizantino oriental. “Vivendo esta oração, esta Liturgia, vemos a diversidade da nossa Igreja Católica, que se compõe de diversos ritos”. 

“Hoje reunimo-nos nesta igreja para ordenar um diácono que mais tarde receberá a ordenação sacerdotal. Queremos rezar para que o seu coração se encha de zelo para servir a Deus e às pessoas”, disse o bispo auxiliar da Eparquia de Sokal-Zhovkva.

“Que a nossa oração comum seja uma bênção para o nosso diácono, porque o diaconado é serviço no lugar onde o Senhor chama”, exortou.

Durante a celebração, a Igreja de São Sebastião encheu-se de familiares e amigos para partilhar e testemunhar o momento da ordenação. Para além de diocesanos de Setúbal, também a comunidade ucraniana se fez presente.

Na véspera, o candidato recebeu a ordenação de “subdiácono” na Igreja de São Gonçalo, Cabanas, Paróquia de Quinta do Anjo.

 

«Vivemos a esperança da paz na nossa terra»

Segundo o Serviço de Imprensa da Eparquia de Sokal-Zhovkva, o bispo ucraniano enfatizou que precisamos de ser boas testemunhas na Igreja e de desejar a santidade. Recordando as aparições de Fátima e o conflito armado que se vive na Ucrânia, o prelado apelou à oração pela conversão do mundo, dos maiores pecadores e pela paz.

“Para nós, ucranianos, e para a nossa Igreja, este é um sinal de esperança, quando temos uma ordenação em solo português num momento difícil. Quando falamos sobre as aparições de Fátima onde a Santa Mãe de Deus apareceu às crianças e pediu-lhes que rezassem pela conversão da Rússia, nós, ucranianos, vemos e vivemos essa esperança hoje, na nossa terra. Nós, como Igreja Católica, rezamos pelos nossos inimigos, pela sua conversão, para que parem esta guerra sangrenta.”

“As palavras da Mãe de Deus inspiram grande esperança em cada um de nós. Estas crianças, que, sem saber onde fica a Rússia, transmitiram este pedido à Mãe de Deus, de oração pela conversão, inspiram-nos”, afirmou.

Fotogaleria completa

 

Texto: JM|/Fotos: GG

Clero: Nazar Kruk, da Comunidade Greco-Católica Ucraniana, será ordenado diácono em Setúbal

Partilhe nas redes sociais!
25 de Janeiro de 2024