comprehensive-camels

Legislativas 2024: Conferência Episcopal saúda diminuição da abstenção e pede «soluções para os problemas e as desigualdades sociais»

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) saudou a participação dos eleitores nas legislativas do último domingo, pedindo aos responsáveis políticos que encontrem “soluções para os problemas e as desigualdades sociais”.

Em nota enviada à Agência ECCLESIA, após a reunião mensal do organismo, os membros do Conselho realçam “a forte diminuição do abstencionismo e a forma pacífica e educada como decorreu o processo eleitoral, expressões da consolidação do sistema democrático” em Portugal, 50 anos após a revolução do 25 de Abril.

A taxa de abstenção nas eleições legislativas de domingo situou-se nos 33,77%, a mais baixa desde 1999, quando ficou nos 38,91%; os números deixam de fora os eleitores residentes no estrangeiro, dado que estes valores vão ser conhecidos a 20 de março.

“O Conselho apela aos democraticamente eleitos para que garantam a estabilidade política durante a legislatura e reforça a mensagem da Conferência Episcopal divulgada antes das eleições: que os eleitos estejam ao serviço do bem comum, devolvam a esperança e a confiança aos cidadãos e encontrem soluções para os problemas e as desigualdades sociais”, acrescenta a nota.

A CEP informa ainda que, sob proposta das Comissões Diocesanas para a Proteção de Menores e Adultos Vulneráveis (CD), a Equipa de Coordenação Nacional tem como nova coordenadora Carla Manuela Ferreira da Silva Rodrigues, advogada (CD Braga).

A equipa inclui Maria Marta Dâmaso Neves, Psicóloga Clínica (CD Coimbra); Custódio Manuel Monteiro Moreira, ex-investigador da Polícia judiciária (CD Évora); Paula Margarido, advogada e anterior coordenadora (CD Funchal); e José Souto de Moura, juiz conselheiro jubilado (CD Lisboa).

“O Conselho continuou a sua reflexão sobre a atribuição de reparações financeiras a vítimas de abusos sexuais contra menores e pessoas vulneráveis praticados no contexto da Igreja Católica em Portugal, em vista da apresentação de uma proposta na próxima Assembleia Plenária”, acrescenta o comunicado.

Esta assembleia vai decorrer em Fátima de 8 a 11 de abril.

Agência Ecclesia

Partilhe nas redes sociais!
12 de Março de 2024