Montijo e Sarilhos Grandes: Tomada de posse do Padre João Rosa

20180902-Tomada-Posse-Pe-Joao-Rosa-Sarilhos-08

No passado Domingo, dia 02 de setembro, o Padre João Rosa José tomou posse nas Paróquias de Sarilhos Grandes e do Divino Espírito Santo (Montijo), sucedendo assim ao Padre Carlos Rosmaninho, que iniciou um ano sabático na Ordem de São Bruno (Cartuxa), em Valência (Espanha). As celebrações foram presididas pelo Bispo de Setúbal, D. José Ornelas, que conferiu as tomadas de posse. Como vigário paroquial destas duas comunidades permanece o Padre Silvério Rebelo, que formará equipa com o novo pároco. 

[Veja, no fim da página, após o texto, todas as fotografias da tomada de posse em Sarilhos Grandes e no Montijo.]

“O mundo está para além do nosso quintal”

Na homilia, o Prelado afirmou que o ato de tomada de posse de uma paróquia não é, apenas, um ato administrativo: “O pároco que agora vos é confiado é dom de Deus – disse D. José Ornelas às novas comunidades do Padre João Rosa – vem por nomeação do Bispo, mas não é simplesmente alguém que recebe um mandato. Ele tem autoridade na condução das comunidades, e há de ser respeitado nessa autoridade, mas será também um irmão entre os irmãos, sinal do carinho e do Amor de Deus”.

Após a oração do Credo e o juramento de fidelidade perante o Bispo e a comunidade, o Padre João Rosa recebeu, das mãos de D. José Ornelas, as chaves das igrejas. Nessa ocasião, o Bispo lembrou que “a entrega da chave é um ato de confiança”, mas que também quer significar que “a comunidade é ponto de partida para a missão, de uma mensagem que a Igreja tem para levar ao mundo”.

“Nós não existimos e não vivemos só na nossa casa. O mundo está para além do nosso quintal. Temos que sair para estar ao serviço – afirmou o Pastor da Diocese – Acreditamos que Deus, no meio da comunidade, gera gente capaz de trabalhar na Igreja e no meio da cidade, por isso, um cristão tem que ser ativo no mundo e não se pode abster”.

“Não serei um padre de sacristia, mas um padre do Altar e de rua”

Nas suas primeiras palavras dirigidas às comunidades agora confiadas, o Padre João Rosa, afirmou: “Estou ao vosso serviço, tentando o mais possível seguir a Cristo Bom Pastor, cabeça da porção da Igreja que me é confiada, em obediência ao nosso Bispo e em comunhão com a Igreja, na linha do Papa Francisco. Não serei um padre de sacristia, mas um padre do Altar e de rua, procurando estar com todos, independentemente da sua condição, mas de um modo particular com os jovens, neste biénio em que a Diocese tem como linha programática, os jovens, a missão e a vocação”.

O novo pároco de Sarilhos Grandes e Montijo deixou, ainda, uma nota de gratidão aos voluntários e profissionais do Centro Hospitalar de Setúbal onde foi Capelão ao longo dos últimos treze anos. “Convosco aprendi o sentido profundo da caridade, do serviço ao próximo, ao mais fragilizado. Convosco vivi, muitos dias, a Paixão de Cristo, mas também a certeza do Ressuscitado”, disse.

Naquela ocasião, o sacerdote lembrou ainda os seus antecessores: o Padre Carlos Rosmaninho, em ano sabático, e o falecido Padre Manuel Gonçalves que marcou, de forma indelével, a comunidade paroquial do Montijo.

Um gesto que lembrou São João Paulo II

Na chegada à Paróquia do Divino Espírito Santo (Montijo) o novo pároco ajoelhou-se e beijou o chão daquela terra, como forma de saudação e bênção, lembrando assim o gesto célebre de São João Paulo II quando pisava o solo dos países que visitava. 

A tomada de posse, no Montijo, foi acompanhada por inúmeros familiares, e amigos do novo pároco, estando também representadas entidades civis da localidade, nomeadamente o Presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta; o Presidente da União das Freguesias de Montijo e Afonsoeiro, Fernando Caria; bem como o Secretário de Estado da Educação, e antigo Chefe Regional do Corpo Nacional de Escutas em Setúbal, João Costa.  

Esteve ainda presente o Presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Setúbal, Manuel Roque, que trabalhou de forma próxima com o Padre João Rosa nas suas funções de Capelão.

Os decretos de nomeação, bem como as atas de tomada de posse foram lidas pelo Vigário Pastoral, Padre Luís Ferreira, que também acompanhou as celebrações.

Tomada de Posse do Padre João Rosa em Sarilhos Grandes

Tomada de Posse do Padre João Rosa no Montijo (Divino Espírito Santo)

Anabela Sousa

Partilhe nas redes sociais!
07 de Setembro de 2018